sábado, 22 de setembro de 2012

Poemas do Viandante (362)

Ben Shahn - Sing Sorrow (1946)

362. MUITAS HORAS VAGUEEI PELAS RUAS

Muitas horas vagueei pelas ruas.
Procurava um gesto,
a sombra de uma árvore,
o indício de uma voz,
o mar encapelado que me traria
o teu rosto.

Em vão passaram dias e meses.
Uma úlcera nasceu na alma,
cresceu pelo corpo,
traçou caminhos sem destino,
a terra queimada,
lâmina a sangrar-me os pés.

Peço-te a gangrena de uma palavra,
a prova inútil da solidão,
o cadáver do amor,
para que o luto desça
nos meus olhos,
que derrotados possam descansar.