sábado, 9 de fevereiro de 2013

Poemas do Viandante (406)

Júlio Pomar - da série Tigres (1983)

406. O desejo cresce no fundo do tigre

O desejo cresce no fundo do tigre,
a luz iluminada pela sombra,
o leito onde o amor se amarrotou.
Desdobro cada ruga da tua pele
e sinto um cântico a pulsar no coração,
a voracidade da ânsia,
o rasgão que me toca o ventre
e traz sobre a noite um uivo animal.