sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Poemas do Viandante (376)

George Grosz - Blauer Morgen (1912)

376. O dia veste-se de outono

O dia veste-se de outono
e sobre as casas verte
a sombra de um lamento. 

Na fria luz da manhã 
uma árvore despe-se,
e nua abre-se ao vento.