segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Impressões 19. Ao domingo

Henri Le Sidaner, Le Dimanche, 1898

O domingo nasce no interregno entre dois esquecimentos. Chega como o dia da memória, esse tempo em que os campos esperam a candura daquelas que, pálidas e vestidas de branco, elevam aos céus o ardor inocente da terra.

Sem comentários:

Publicar um comentário