terça-feira, 15 de março de 2016

Desrealização da luz

Albert Bloch - Figures in silver light

A vida do espírito é, antes de mais, uma aprendizagem da visão. Começa com a descoberta de que a visão, para a qual fomos educados e nos dá um mundo, não passa de um artifício, no qual nos prendemos submissos ao que etiquetamos como realidade. Esta, porém, não é mais do que uma realização. A realidade quotidiana não passa de uma realização embotada, que perdeu vigor e repousa na preguiça. O primeiro passo é des-realizar o real, para aprendermos a ver sob uma nova luz. O passo definitivo é descobrir que cada nova luz é sempre um artifício que há que des-realizar. Para o homem não há uma claridade última. A cada etapa ele precisa de aprender a olhar de novo.