sábado, 27 de agosto de 2011

Poemas do Viandante


203. Floresta (III)
 
névoa sombra
da sombra
erva rala
o teu corpo
transfigurado
senta-se
sobre o musgo
e canta

Sem comentários:

Publicar um comentário