sábado, 2 de julho de 2016

Origem e originalidade

Paul Klee - Ab ovo (1907)

Uma das grandes tentações da vida espiritual, seja em que área for, é pensar que se vai começar alguma coisa desde a origem, sendo esta percebida como um começo absoluto. Esta tentação tem duas faces. Em primeiro lugar, pensa que existe uma origem absoluta à qual se possa chegar. Em segundo, crê, de forma ingénua, que se pode saltar por cima da própria sombra, isto é, da história. Não podemos contudo, dizer que não há um momento inicial, uma origem, a partir do qual se faz um certo caminho. A origem existe, mas existe a cada momento. Cada momento é originário e convoca os seres humanos não apenas a mergulhar nessa origem actual como a serem, por isso, originais.