sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Poemas do Viandante (439)

William Congdon - Winter (1950)

439. abro a mão para o gesto sobre o mar

abro a mão para o gesto sobre o mar
oiço as ondas romper o matagal
ervas brancas batidas pelo vento

inverno, frio inverno, sol e sombra
água nas ruas, murmúrios, labaredas
a velha servidão negra e cansada