quinta-feira, 22 de agosto de 2019

O sal do silêncio (24)

Paul-Emile Pajot y Gilbert Pajot, A Concarneau, va- et- vient des bateaux de pêche
Feitos da matéria dos sonhos, os barcos deslizam nas águas. Vão e vêm, empurrados pelo vento, sonhados por sonhadores dedicados, que se entregam ao sono durante o dia, para que os pescadores não desesperem retidos em terra, sem que um sonho lhes mova a embarcação.

Sem comentários:

Publicar um comentário