domingo, 4 de março de 2018

Meditação breve (69) Premonições

Gaston Xhardez, La fenêtre volante. Prémonition à un monde futur, ca 1957-1958

Nada pior, no domínio do espírito, do que o exercício da premonição. Não é apenas porque as actividades espirituais não são um exercício de pressentimento do futuro, mas também porque o futuro nunca se ajusta aos desejos de quem se presta  a exercícios premonitórios. Não há nada mais terreno e estranho a viagens no tempo do que a vida espiritual.