quinta-feira, 6 de abril de 2017

Estar lá

Joshua Benoliel - Praça D. Pedro IV (1910)

Não sei se alguma vez terá feito a experiência. A mim acontece-me sempre que vejo fotos ou mesmo pinturas antigas. Reconheço de imediato o cenário e até as pessoas não me são estranhas. Apossa-se de mim a certeza - inabalável, pode crer - de que as conheço de vista, que passei por elas vezes sem fim. Tem razão, a diferença de épocas não me permite tê-las conhecido, mas está convencido de que isso é razão suficiente para contrariar uma convicção tão íntima e tão profunda? Sim, eu ainda não tinha nascido, mas estava lá, juro-o, quando o fotógrafo montou a máquina e fez a fotografia. Não estamos sempre lá, seja onde for e seja quando for?