domingo, 26 de junho de 2016

Mudanças

Ludwig Meidner - Revolution (1912)

Eram outros tempos e eu... eu era outro. Tem razão, somos a cada instante outros, mas há um momento em que tomamos consciência de uma alteração nas nossas crenças. Eu acreditava na revolução. Um instinto ancestral acendia-se em mim perante as multidões e o esvoaçar das bandeiras. Não fez essa experiência? Então não pode compreender. Como é que mudei? Diz-me que perdi a fé em revoluções e, por isso, mudei. Está enganado. Foram as revoluções que perderam a fé em mim. Fui abandonado pelo espírito revolucionário e deixei de sonhar com bandeiras. Agora vejo o tempo passar e só espero que passe lentamente.