segunda-feira, 29 de setembro de 2014

O preço da alegria

JCM - Black & White Dreams (2014)

Nós somos apenas
desespero e sombra.
(Federigo Della Vale)

Talvez tenha sido uma percepção idêntica à do autor do barroco italiano que tenha estado presente na criação da tragédia grega ou dos textos neotestamentários. Desespero e sombra assediam o homem e ele teme que não seja, ele próprio, outra coisa. A tragédia grega, na lição de Nietzsche, é a plena aceitação desse desespero e dessa sombra que se manifestará na alegria do espectador trágico perante o destino do herói. Nos textos do Novo Testamento o desespero e a sombra são desafiados, e a simbólica que se desprende daquelas palavras é um dispositivo para abrir um buraco por onde a luz possa chegar e banhar o desespero e a sombra humanas. Tanto na tragédia grega como nos textos evangélicos, o herói tem um trágico destino, mas esse foi o preço a pagar pela chegada da alegria.