quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Poemas do Viandante (644)

Gerardo Rueda - De levante a poniente (1974)

644. de levante a poente

de levante a poente
sigo o rumo
do astro
escuto a erva
a ronronar
na palidez da planície
e
se o oriente se afasta
o mar em mágoa
afoga um diadema de fogo

(13/12/2016)

Sem comentários:

Publicar um comentário