terça-feira, 16 de agosto de 2016

Poemas do Viandante (567)

Charles Marq - A un poète (1984)

567. a poesia é um

a poesia é um
vestígio de luz
a cilada sombria
vinda da terra
o vértice onde dobro
e desdobro
a língua e
uma sílaba
bebe-me o sangue
e canta na secura
do deserto