quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Metamorfoses

Paula Rego - Bad Dog (1994)

Melhor fora que tivesse o destino de Gregor Samsa, mas isso só o descobri muito mais tarde. Agora isto... Chegar à consciência e ter palavras. Sinto já saudades dessa vida anterior, onde tinha tudo. Não é que o merecesse. Nem sempre me comportava conforme o esperado, mas a minha natureza justificava tudo. Uma manhã acordei e já não conseguia latir. O meu corpo tinha crescido e na minha boca formavam-se palavras. Levantei-me confuso. Um espelho devolveu-me uma imagem. Percebi que era eu. Não o cão que sempre tinha sido, mas um ser humano. Pior, cheirei-me e confirmei o que vi no espelho. Eu era a minha dona.