domingo, 30 de novembro de 2014

Poemas do Viandante (486)

Charles le Roux - Borde del bosque (1855)

486. as folhas mortas cantam

as folhas mortas cantam
no sopro do vento

velhos pássaros feridos
pela noite

um resto de pão ázimo
que há-de levedar