sábado, 27 de novembro de 2010

Poemas do Viandante

137. RECOLHIMENTO

recolho-me na tarde
o sol mortiço
ainda lembra o alvoroço
com que os dias grandes
eram recebidos

a luz não mais terminava
a noite hesitava chegar
o véu que da memória vinha
quebrava o embaraço
com que esperava