sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Poemas do Viandante

227. POEMAS PARA AFRODITE (viii)

deixar correr
o sémen
em teus lábios
e escutar
o murmúrio
do corpo
na cama coberta
de naufrágios

Sem comentários:

Publicar um comentário