quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Poemas do viandante

132. DISTÂNCIA

o delicado traço
com que desenhas
a palavra

o âmbar inquieto
que ilumina
o coração

assim nasce
a irremediável
distância

que torna perto
a luz que se abra
na escuridão