quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Poemas do Viandante (53)

53. LUZ ESMAGADA

foi um longo estio

horas calcinadas
a poeira vinda do sul
e a luz esmagada abria-se
no almofariz da tua mão