sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Diálogos morais 22. No paraíso

Pierre Bonnard, Le paradis terrestre, 1916-20
- Estou nua e tenho frio.
- No paraíso não sabemos o que significa estar nu, nem o que é o frio ou o calor.
- Desejo-te, o meu corpo estremece se penso em ti.
- No paraíso nada nos falta, não temos o que desejar.
- A minha alma é uma girândola de anseios, sacia-me.
- Pensas que sou uma serpente?

Sem comentários:

Publicar um comentário