domingo, 27 de setembro de 2015

Poemas para Afrodite (segunda série) 4

Ramón Casas Carbó - Desnudo (1984)

4. Deitada na erva

Deitada na erva
Um rasto de luz
Ergue-se aos céus.

E os teus cabelos
Esperam a voz
Secreta dos meus.