quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Haikai do Viandante (171)


Serena e cansada
abre-se nesta manhã
a pele rasgada.