domingo, 11 de abril de 2010

Poemas do Viandante (84)


Francis Bacon - Figura tumbada en el espejo (1971)

84. Quando o espelho

Quando o espelho 
se abre,
vejo de mim
o velho rival.

Canta, pássaro
nocturno.

Se o escuto
perco a luz
e oiço o rumor
do feroz animal.