quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Poemas do Viandante (586)

Liubov Popova - Komposition (1918)

586. sangue de vidro

sangue de vidro
escorre
no vitral verde
da melancolia
e abre-se
na noite de azeviche
para gotejar
no coágulo azul
a arder no azeite
puro
do céu de anil

(21/10/2016)