domingo, 8 de fevereiro de 2015

Poemas do Viandante (496)

Max Klinger - Noite

496. este céu anoitecido

este céu anoitecido
sombra sobre sombra

este rasto de penumbra
no fim da jornada

este véu da madrugada
quase esquecido