domingo, 9 de março de 2014

Poemas do Viandante (452)

João Queiroz - Sem título (2007-8)

452. Espero-te no deserto

Espero-te no deserto,
despido de mim.

Sei-te longe mas tão perto,
és um não e um sim.

Velho destino incerto,
não, não terás fim.