domingo, 7 de fevereiro de 2010

Poemas do Viandante (75)

75. Um império

Um império
de ervas e
tormentos,

um fulgor
de sedas,
um anjo
que desliza
e trémulo
voa na praia
do esquecimento.