quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Poemas do Viandante (74)

74. Os dias

Os dias
onde tudo era
água.
Uma rosa

abria-se
no quintal

e a dor crescia 
vinda 
no vendaval.