terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Micronarrativa (10) A veladora

Antonio Beato, Karnak Luxor, 1862

Convidei-a a vir no barco. Era a sua última oportunidade, disse-lhe. Ela não o desmentiu. Respondeu apenas que o meu convite era inaceitável. O seu lugar, sublinhou sem tristeza, era nos santuários. Há mais de quatro milénios que velava por eles. Não seria o amor que a desviaria da missão, acrescentou e desapareceu entre as ruínas.

Sem comentários:

Publicar um comentário